Arrow | Nova roupa e detalhes da oitava temporada na capa da EW

Arrow foi a matéria central da nova edição da revista EW(Entertainment Weekly) de agosto. Na matéria fala como arrow salvou o universo das séries de super-heróis na TV, conta um pouco sobre a nova e última temporada, mostra detalhes do novo traje e conta um pouco sobre a vida pessoal do Stephen Amell.

Veja a entrevista com o Stephen Amell e as fotos do novo traje abaixo:

Eu sou muito emotivo e melancólico, mas é hora“, disse Amell enquanto toma um gole de uma caneca de cerveja Guinness. “Tenho 38 anos e consegui esse emprego quando tinha 30 anos. Nunca tive um emprego por mais de um ano. O fato de eu ter feito isso por quase uma década, e não vou mais fazer isso, é um pouco assustador“.

Quando eles me ofereceram o emprego em Arrow, se tivessem dito: ‘Sim, você pode ter o emprego, mas você tem que pagar US $ 5.000 por episódio só para estar no programa’ eu teria sido, ‘Sim, ok. Claro, eu farei isso’“, disse Amell sobre conseguir o papel de uma vida inteira como Oliver Queen em 2012. “Arrow foi a coisa mais importante em toda a minha vida por uma ampla margem. E então eu me casei e isso se tornou a coisa mais importante da minha vida. Então minha esposa e eu tivemos [nossa filha], e Arrow caiu para o número três, mas eu me importo muito com isso. Eu realmente, realmente faço. Eu penso sobre isso o tempo todo.”

Foi no meio da 6 ª temporada, quando Amell percebeu que ele estava pronto para pendurar o capus de Oliver Queen. “Era hora de seguir em frente“, diz o ator, dizendo que Oliver deixaria a série no final da temporada 7. “Minha filha está fazendo seis anos em outubro, e ela estuda em Los Angeles, e minha esposa e eu queremos para criá-la lá.” Berlanti persuadiu-o a voltar para uma temporada final, que os produtores decidiram coletivamente que seria o fim. “Todos nós sentimos em nosso intestino que era o momento certo“, diz Berlanti. Schechter acrescenta: “É um privilégio poder dizer quando algo está acabando, em vez de ser forçado a sair

Tem sido incrível“, diz Amell, do Arrowverse. “Eu estou muito orgulhoso de Grant e Melissa, e eu realmente gosto que Caity tenha se tornado a líder que ela é. Estou empolgado com a Ruby. É ótimo [que] você faz um show e isso gera outros shows.”

Eu nunca penso em nenhum dos outros shows“, disse Stephen. “Eu quero que todos eles sejam ótimos, mas eles não são da minha responsabilidade. Minha responsabilidade é Arrow, e garantir que todos, do elenco a equipe, estejam bons.” Seus sentimentos são apoiados por Gustin: “Eu não entendo como ele faz isso – a agenda que ele mantém trabalhando, as convenções que ele vai, a paixão que ele tem por isso, e o amor que ele mostra para os fãs. Ele está sempre preparado. Ele se preocupa mais com o show sendo de alta qualidade do que qualquer outra pessoa no set.

A maior coisa que levar desse show é que minha filha realmente admira o que eu faço“, diz Amell. “Ela vem para o set o tempo todo, e eu sei que isso não vai durar para sempre, mas ela fica lá na ilha de vídeo, e ela usa suas latas e chama de ação de vez em quando. Honestamente, essa é a coisa mais legal.

Sobre a última temporada a equipe comentou sobre o andar da carruagem, a decisão de ter apenas 10 episódios e a falta de uma personagem importante:

Mas há um integrante do elenco integral que não estará por perto para ver o Arrow na temporada final. Ao final da 7ª temporada, ficamos sabendo ue Emily não retornaria para seu papel na 8ª temporada. Amell acredita que o sucesso de Felicity e Olicity reside completamente na performance de Rickards. “Ela é extremamente talentosa e maravilhosa e criou um espaço que ninguém esperava. Eu não sei se o show funciona se não a encontrarmos aleatoriamente“, diz Amell, acrescentando que continuar a série sem o coração do Team Arrow “Não é ótimo. Arrow, como você sabe, efetivamente acabou. É um show diferente na 8ª temporada.” E ele não está exagerando.

A temporada final encontra Oliver trabalhando para o monitor, o extraterrestre que tudo vê (LaMonica Garrett) e tentando salvar todo o multiverso de um evento cataclísmico. “[Estamos] levando o show para a estrada, realmente fugindo de Star City. Oliver vai viajar pelo mundo e nós iremos a muitos lugares diferentes“, diz Guggenheim. “Toda vez que vejo Oliver e o Monitor, é como: ‘Ok, estamos muito longe de onde começamos.’ Mas, novamente, isso significa que o programa cresceu e evoluiu.” Schwartz acrescenta: “Este é o tipo de teste final dele. porque ele é maior que Star City.” Ao longo do caminho, ele seguirá pelo caminho da memória, com o ator Colin Donnell, que interpretou o melhor amigo de Oliver, Tommy Merlyn, na primeira temporada, e Adrian Chase, de Segarra, fazendo aparições. “Episódio 1 é uma ode à 1ª temporada, e o episódio 2 é uma ode à 3ª temporada“, provoca Amell. “Estamos tocando nossos maiores sucessos“.

A 8ª temporada não é apenas construir um final de série satisfatório. “Tudo se relaciona com o que vai acontecer em nosso episódio de crossover, que nunca fizemos antes“, diz Schwartz. Abrangendo cinco horas, “Crise nas infinitas Terras” será o maior cruzamento e pode ver Oliver perecer tentando salvar o multiverso da destruição, se a profecia do Monitor for crível. “Oliver [foi dito] ele vai morrer, então cada episódio no período que antecede a ‘Crise’ tem Oliver lidando com os vários estágios de pesar o que vêm com essa descoberta“, diz Guggenheim. “Então o tema realmente está chegando a um acordo, aceitação.

Se há uma pessoa que fez as pazes com o destino de Oliver, é Amell. “Como ele é um super-herói sem superpoderes, sempre senti que ele deveria morrer – mas ele também pode não morrer“, diz Amell, que descobriu a cena final da série na sessão de fotos da EW. “Eu chorei quando [Marc Guggenheim] estava me dizendo. Há muitos obstáculos para superar essa cena final.” Consigam a este homem um pouco mais de Guinness!

Share

Deixe uma resposta